[RESENHA] PELA BANDEIRA DO PARAÍSO, de
JON KRAKAUER


Ano de Lançamento: 2003
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 382
Nota: 5/5
Gênero: Não ficção

"Solto um suspiro e, com um trecho das escrituras,
Digo que Deus nos mandou fazer o bem em vez do mal;
Assim escondo a nudez da minha perversidade
Com velhos pedaços roubados da Palavra sagrada
E pareço santo quanto mais ajo como demônio."
Willian Shakespeare, Ricardo III

Quando vi o sensacional filme “Na Natureza Selvagem” de Sean Penn, fiquei maravilhado com a história e mais curioso ainda quando soube que era um roteiro adaptado de um livro homônimo do autor Jon Krakauer. Dali em diante, me interessei por tudo que o escritor escreveu e me deparei com esta obra fantástica.

[RESENHA - HQ] SANDMAN: PRELÚDIOS E NOTURNOS, de NEIL GAIMAN

 Ano de Lançamento: 1989
Editora: DC Comics
Nota: 5/5


"...Eu sou a anti vida, a besta do julgamento. Eu sou a escuridão no fim de tudo. O fim dos universos, mundos... 
...De tudo!!!
E o que é você então, Mestre dos Sonhos?"

"Eu sou a Esperança."


Quando comecei a fazer esta resenha, tive uma dúvida imensa de onde começar. Nunca tive o hábito de ler HQs. Na verdade, quando eu era guri, li algumas histórias em quadrinhos mas foi coisa de éons atrás. Entretanto, movido pela onda de adaptações cinematográficas de HQs, fiquei com muita gana de destrinchar tal literatura. Isso já faz alguns anos. Este ano, enfim, consegui sair da apatia e me pus a ler HQs. 

[RESENHA] OS MORTOS VIVOS, de PETER STRAUB


Ano de Lançamento: 1979
Editora: Círculo do Livro
Páginas: 533
Nota: 5/5

(Nada Spoilerenta)

“Qual foi a pior coisa que você já fez?
Não vou contar, mas lhe direi qual foi a pior coisa que já me aconteceu... a mais terrível...”

A excelente obra de terror sobre fantasmas, Os Mortos Vivos de Peter Straub, narra a história de quatro idosos de uma cidade pequena, que se auto intitulam Sociedade Chowder, que periodicamente se reúnem pra contar histórias de terror.

A TRISTE FELICIDADE!!!


Hoje, estávamos realizando uma atividade diferente no serviço (ao menos pra mim) que consistia em coletar uma amostra do sangue de cachorros pra analisar se os mesmos estavam com Leishmaniose visceral. Encontramos cães de todos os tipos: desde os de raça aos vira-latas (os melhores, na minha humilde opinião); dos grandes aos médios; dos agressivos aos plácidos; enfim, uma pluralidade enorme. O que me chamou atenção foi um cão resultado de São Bernardo e vira lata. 

[RESENHA] O REVERSO DA MEDALHA, de SIDNEY SHELDON

Ano de Lançamento: 1982
Editora: Abril Cultural
Páginas: 491
Nota: 5/5

(Levemente Spoilerenta) 

O quanto a vingança e o poder podem nortear nossas vidas? Talvez esta foi a questão que me surgiu quando terminei de ler o excelente “O REVERSO DA MEDALHA” de Sidney Sheldon.

O livro conta a história de quatro gerações da família Blackwell. Tudo começou quando o jovem e ambicioso Jamie McGregor viaja da Escócia para África do Sul em busca da tão sonhada riqueza proveniente daquelas terras na forma de diamantes.

[RESENHA] A FILHA DA HEREGE, de KATHLEEN KENT

Ano de Lançamento: 2008
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 336
Nota: 4/5

(Extremamente spoilerenta)

Se todos ao seu redor vissem demônios, será que você não os veria também? Talvez você pense que não mas, será?

O livro “A Filha da Herege” de Kathllen Kent, narra a história de uma família, os Carrier, que tiveram o imenso azar de viver numa época errada, e num lugar errado.

[RESENHA] SOB A REDOMA, de STEPHEN KING


Ano de Lançamento: 2009
Editora: Suma
Páginas: 954
Nota: 5/5

(Razoavelmente spoilerenta)

Antes de mais nada, gostaria de explicar-lhes que é difícil fazer uma resenha de poucas linhas de um livro tão grande (mais de 950 páginas). São muitos personagens (até uma marmota e um cão, Horace, tem espaço na obra), muitas histórias e, muitas histórias por trás da história. Desde já, peço-vos perdão por qualquer erro, falha ou esquecimento (aja visto que fiz a resenha basicamente de memória).

[CRÍTICA] filme, THE BABADOOK

Cuidado com os monstros que vivem escondidos. Principalmente  nos recônditos da nossa mente.


  
Desde minha tenra infância sou um aficionado por filmes de terror. E não sei com você, mas comigo, a medida que o tempo vai passando, vou ficando mais exigente com os sustos provenientes da telinha e quando consigo encontrar algo que consegue fazer isso com maestria, sou obrigado a aplaudir. E The Babadook é um filme sensacional.

PAZ, AMOR E ESPERANÇA.

                  


É interessante como deixamos que nossa vida vá perdendo aquela magia diária. Passamos a viver cada vez menos por visões subjetivas e somos fadados a impulsionar a nossa existência com um olhar cientifico de respostas e provas.

Quando passamos a não enxergar a poesia que está presente em nossa existência deixamos que um pouco do amor que está presente em tudo, morra. Não me refiro restritamente ao amor que precisa de reciprocidade. Vou mais além. O alcance da minha percepção se refere também e, principalmente, aquilo que amamos por amar, sem nem se preocupar se receberemos algo em troca. 

É DIA MUNDIAL DO ROCK PORRA!!!

              

Hoje, dia Mundial do Rock, desejo partilhar com vocês, intrépidos leitores, um episódio que me aconteceu. Em sua essência, o fato é simples: não salvei criancinhas de um ônibus em chamas, tão pouco descobri um novo combustível sustentável. Mas o que ele representou para este que vos escreve, foi algo mágico.

SAUDADES DAQUILO QUE NÃO SE SABE DEFINIR


É impressionante como lembramos de umas coisas e outras não. Lembro de um dia meio nublado, eu devia ter uns quatro ou cinco anos e estava andando de Skate. O dia estava lindo. Sabe quando as nuvens tentam a todo custo esconder o astro rei e o todo poderoso sol se vê ofuscado, porém não desiste e fica tentando estender seus raios como braços na tentativa de abraçar a terra. Às vezes ele consegue e, quando o faz, algo lindo acontece. Porém as nuvens logo escurecem o céu e os “braços” do sol somem mas aquela dança logo irá retornar.

... ME CONSIDERE ESPECIAL!



Há algo sobre você mesmo que você não sabe! 

Algo, que até mesmo, você nega existir. Até ser tarde demais pra fazer alguma coisa a respeito. É o único motivo pelo qual você levanta toda manhã, o único motivo pelo qual você aguenta o CHEFE INTRAGÁVEL, o sangue, o suor e as lágrimas... É porque você quer que as pessoas saibam o quanto você é bom, atraente, generoso, engraçado, maluco e inteligente. Tenha medo de mim ou me reverencie, mas, por favor, ME CONSIDERE ESPECIAL!

[RESENHA] DOUTOR SONO, de STEPHEN KING

Ano de lançamento: 2014
Editora: Suma
Páginas: 475
Nota: 5/5*

Razoávelmente spoilerenta!

Quando fiquei sabendo que o ótimo livro “O Iluminado” teria uma continuação, sentimentos ambíguos manifestaram-se: sempre tive vontade de saber o que se passara com o futuro de Danny Torrence após escapar dos horrores no quarto 217 do Hotel Loverlock, mas, tinha um certo receio de que uma seqüência pudesse não ficar no mesmo patamar de O Iluminado e assim, manchar algo que estava perfeito. 

Digo pra vocês que o receio se dissipou logo nas primeiras páginas. “Doutor Sono” é um dos melhores livros que li de Stephen King. Não sei se por trazer junto toda a bagagem de seu predecessor narrativo mas o fato é que King, mais uma vez, me surpreendeu positivamente.

Kategori

Kategori