[RESENHA - HQ] BATMAN: A PIADA MORTAL, de ALAN MOORE e BRIAN BOLLAND

Ano de Lançamento: 1988
Editora: DC Comics
Páginas: 79
Nota: 5/5




"Só é preciso um dia ruim

pra reduzir o mais são dos homens

a um lunático"




Super heróis sempre tiveram um lugar de destaque na cultura pop. Desde crianças sonhamos em ser algum herói quando crescer. Após a avalanche de adaptações cinematográficas de HQs, é difícil conhecer alguém que não tenha, ao menos, um vago conhecimento sobre algum super herói.

Mas, o que seria dos grandes heróis sem os grandes vilões? Pensando nisso, nos vilões que Alan Moore e Brian Bollan conceberam uma das melhores HQs sobre a origem do Coringa.

Nesta Hq vemos o passado do Coringa onde, em um dia, ele passa de um comediante fracassado, á viúvo de uma mulher grávida e acaba sofrendo um acidente químico que deixam suas feições como a conhecemos. Ou seja, passa de um cara normal a personificação da loucura. Em um dia.

O QUE TE TORNA ESPECIAL?


Acho que um dos sonhos que mais ocupa espaço na mente de nós, homo sapiens, é a vontade de ser aceito. Fazer parte de um grupo, pertencer a algo  - ou alguém - que seja um reduto de felicidade, compreensão e aceitação. Dizem por aí que o grande mal do mundo é a solidão. Sentir-se sozinho é uma das sensações mais angustiantes e nocivas que uma pessoa pode sentir. Como disse John Donne, "nenhum homem é uma ilha". Somos seres sociais e precisamos da companhia do outro. De preferência, que a nossa companhia não seja algo de situação, algo que se acontecer ótimo, porém, caso não ocorra, tubo bem. Queremos que nossa ausência seja sentida. Que o hiato entre um encontro e outro não passe despercebido. 

Aí, eu pergunto: o que nos torna especiais? O que faz com nossa presença, seja querida, desejada, e até necessitada?

[RESENHA] A LISTA NEGRA, de JENNIFER BROWN

Ano de lançamento: 2012
Editora: Gutenberg
Páginas: 272
Nota: 5/5


“O tempo nunca acaba [...].

Como sempre há tempo para a dor,

Também sempre há tempo para cura.

É claro que há” (pág. 176)


Este é um livro, triste, angustiante, claustrpfóbico e extremamente importante tendo em vista muitos acontecimentos que, com certa frequência, vemos nos noticiários: bullyng e tragédias escolares. E, como em quase todos os casos, a mais coisa entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia.

O mote do livro é o seguinte: Valerie Leftman (Val), uma menina que, por ser diferente, sofre bullyng na escola onde cursa o ensino médio. Acaba se tornando namorada de Nick Nevil, estudante da mesma escola que também sofre bullyng dos colegas (colegas?). Um dia, Nick encontra um caderno onde Val anota os nomes das pessoas que fizeram algum mal pra ela, A Lista Negra. Com base nesta lista, mas não ficando somente nela, Nick irá cometer uma chacina na escola, alvejará por acidente Val e cometerá suicídio. Daí pra frente, Val terá de encarar tudo e todos, pois, segundo o julgo da maioria das pessoas da cidade, ela foi corresponsável pela chacina. 

Kategori

Kategori